Categoria: Notícias

II Congresso Mundial de Usuários de CDS/Isis será no Brasil

A UNESCO confirmou a realização do II Congresso Mundial de Usuários de CDS/Isis a ser realizado em Salvador, nos próximos dias 20 a 23 de setembro.
O evento conta com site oficial - http://w2isis.icml9.org - onde é possível encontrar diversas informações sobre a organização, inscrições de trabalhos, entre outros.

Curso sobre Construção de Bibliotecas Digitais em Fortaleza, Brasil

17-02-2005 (UNESCO Montevidéu)


Treinamento em metodologias de planejamento de bibliotecas digitais e o uso de software livre para sua criação serão oferecidos de 21 a 25 de fevereiro de 2005 em Fortaleza, Brasil, durante um workshop organizado pela UNESCO, a Universidade Federal do Ceará, Brasil, e o Centro de Treinamento e Desenvolvimento (CETREDE) em Fortaleza.

O workshop intitulado "Primeiro Curso Latino-Americano de Construção de Bibliotecas Digitais" é uma das muitas iniciativas para criar e fortalecer centros de informação e instituições, bibliotecas e arquivos. Seu objetivo é formar especialistas para construir bibliotecas digitais em suas instituições e facilitar o acesso à informação científica, educacional e cultural.

A Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias (IFLA), a Associação de Universidades Grupo Montevidéu (AUGM) e o Centro Latino-Americano de Estudos em Informática (CLEI) são patrocinadores do evento.

A UNESCO tem experiência significativa em facilitar o desenvolvimento de ferramentas de software livre e aberto para o processamento de informações. As mais populares são o CDS/ISIS e o Greenstone. O CDS/ISIS oferece facilidades para o armazenamento eletrônico de documentos e para a recuperação avançada de informações. O CDS/ISIS é utilizado mundialmente para o gerenciamento de bancos de dados em bibliotecas e centros de informação. Greenstone é um conjunto de software para a construção e publicação de coleções de bibliotecas digitais. Ele fornece uma nova forma inovadora de organizar e publicar informações na Internet ou em CD-ROM.


Link(s)UNESCO and Software
Federal University of Ceará
Centre for Training and Development (CETREDE)
First Latin-American Course on Building Digital Libraries
ContactGünther Cyranek, UNESCO Office in Montevideo

Field Office(s)UNESCO’s Regional Office for Science for Latin America and the Caribbean, Montevideo

SourceUNESCO Montevideo

Post original:

Relatório: CDS/ISIS como uma ferramenta geradora de negócios

A experiência da Control Informação e Documentação, empresa de consultoria brasileira especializada em bibliotecas e centros de documentação. "[…] com CDS/Isis é possível chegar desde pequenos clientes, tais como escolas comunitárias, até grandes indústrias".

Control Informação e Documentação é uma empresa de consultoria brasileira, especializada em organização, informatização e manutenção de arquivos, bibliotecas e centros de documentação. Fundada em 23 de março de 1992 em Porto Alegre, Brasil, a empresa é altamente competitiva no Estado do Rio Grande do Sul, mas também opera em todo o país. Como princípio, ela está constantemente buscando a melhoria da qualidade de seus serviços. Para isso, são realizadas pesquisas, assim como atualizações constantes sobre a evolução da área tecnológica e também é importante a aquisição de conhecimento de novas soluções em gestão de arquivos disponíveis no mercado.

Desde seu início, a Control foi projetada para atuar como uma empresa de serviços. Tal vocação ainda está presente. Além disso, considera as tecnologias da informação como parte integrante e inseparável do controle de documentação, e acredita na utilização de padrões abertos em todas as áreas.

Em 1997, a empresa adotou o CDS/Isis como a solução preferida para o controle de documentação. Inicialmente, o uso de Microisis era oferecido apenas aos clientes que já utilizavam outros serviços da empresa. Entretanto, o aumento da demanda de banco de dados para controle de documentação determinou o aprimoramento da área de tecnologia e logo a empresa começou a atender clientes que precisavam apenas de automação de data centers. Durante o ano seguinte, foram oferecidos cursos abertos ao público em geral e foi criada uma área de desenvolvimento de software compatível com CDS/Isis.

Atualmente, são oferecidos cursos Winisis em diferentes níveis (operacional, básico, intermediário e avançado), assim como WWWIsis e outros cursos relacionados à Biblioteconomia e "Ciência dos Arquivos".

O controle também tem sua própria linha de software para controle de documentação, que inclui um sistema de controle de empréstimos, interfaces de pesquisa desktop e web, interfaces de gerenciamento eletrônico de documentos e muitas outras.

É importante ressaltar que o Control sempre trabalhou com CDS/Isis de forma aberta, procurando manter viva a noção de comunidade que une os usuários da linha de software CDS/Isis. Isto pode ser visto claramente nas diferentes ações adotadas pela empresa, tais como a possibilidade de dar suporte técnico gratuito a qualquer usuário de CDS/Isis, seja ele cliente ou não.

Sendo fiel a esta filosofia, o Projeto Oráculo é lançado em maio de 2000. Ele consiste em um programa que tem como objetivo apoiar os usuários de CDS/Isis no Brasil, dando-lhes qualificação técnica. Hoje, graças ao sucesso alcançado, o Projeto Oráculo ajuda centenas de usuários no mundo inteiro, e é o único serviço com tais características que oferece suporte on-line aos visitantes.

Embora o resultado financeiro imediato obtido pela área tecnológica seja consideravelmente menor do que o obtido com os serviços, a escolha do CDS/Isis foi de fato a melhor opção a longo prazo devido a sua geração de resultado indireto. Tal fato poderia ser medido pela crescente demanda comercial a partir de 1997.

Ao gerar a própria tecnologia da empresa, a Control se estabeleceu entre as melhores empresas de consultoria de serviços do país; além disso, concedeu-lhe reconhecimento nacional como uma empresa focada no desenvolvimento de soluções confiáveis e acessíveis. Além disso, com a CDS/Isis é possível alcançar desde pequenos clientes, como escolas comunitárias, até grandes indústrias.


Fonte: archive.org

Related links Control Informação e Documentação, Brazil
Project Oraculo
Contact

SourceControl Informação e Documentação
Author(s)Paulo Cattelan
TypeText.Article
KeywordsCDS/ISIS winisis database library training private sector

Report: CDS/ISIS as a business-generating tool

The experience of Control Informação e Documentação (an information and documentation company), a Brazilian consultancy company, specialized in libraries and documentation centers. “[…] with CDS/Isis it is possible to reach from small clients, such as community schools, to big industries.”

Control Informação e Documentação (an information and documentation company) is a Brazilian consultancy company, specialized in organizing, computerizing and maintaining files, libraries and documentation centers. Funded on March 23, 1992 in Porto Alegre, Brazil, the company is highly competitive in Rio Grande do Sul State, but it also operates all over the country. As a principle, it is constantly seeking improvement regarding the quality of its services. To achieve that, researches are performed, as well as constant updates concerning the evolution of the technological area and it is also of importance the knowledge acquirement of new solutions on file management available in the market.

Since its beginning, Control was designed to act as a service company. Such vocation is still present. Besides that, it considers the information technologies as an integrated and unseparable part of documentation control, and it believes in using open patterns in all areas.

In 1997, the company adopted CDS/Isis as the preferred solution to documentation control. Initially, the use of Microisis was offered only to the clients that have already used other company services. However, the increase of database demand to documentation control determined the enhancement of the technology area and soon the company started to serve clients who solely needed data centers automation. During the following year, open courses to the general public were offered and a CDS/Isis compatible software development area was created.

Nowadays, Winisis courses on different levels (operational, basic, intermediate and advanced) are offered, as well as WWWIsis and other courses related to Librarianship and “Science of Archives”.

Control also has its own software line for documentation control, which includes a loan control system, research interfaces desktop and web, document electronic management interfaces and many others.

It is important to point out that Control has been always working with CDS/Isis in an open way, looking for keeping the notion of community which unites CDS/Isis software line users alive. This can be clearly seen at the different actions adopted by the company, such as the possibility of giving free technical support to any CDS/Isis user, being them a client or not.

Being true to this philosophy, Project Oraculo is released in May, 2000. It consists of a program that has as objective supporting CDS/Isis users in Brazil, giving them technical qualification. Today, thanks to the success achieved, Project Oraculo helps hundreds of users worldwide, and it is the only service with such characteristics that offers online support to visitors.

Although the immediate financial outcome obtained by the technological area is considerably smaller than the one obtained with services, choosing CDS/Isis was indeed the best option in the long run due to its generation of indirect outcome. Such fact could be measured by the increasing business demand from 1997 on.

By generating the company’s own technology, Control has established itself amongst the best service consultancy companies in the country; in addition, it has granted it national recognition as a company focused on developing reliable and accessible solutions. Moreover, with CDS/Isis it is possible to reach from small clients, such as community schools, to big industries.

FONTE: https://web.archive.org/web/20050309020858/http://portal.unesco.org/ci/en/ev.php-URL_ID=18201&URL_DO=DO_TOPIC&URL_SECTION=201.html

Related links:

Control Informação e Documentação, Brazil
Project Oraculo
Contact

SourceControl Informação e Documentação
Author(s)Paulo Cattelan
TypeText.Article
KeywordsCDS/ISIS winisis database library training private sector

CDS/ISIS-w2

A UNESCO, em colaboração com a BIREME, está organizando a II Reunião Mundial da Família CDS/Isis, o qual deverá acontecer de 20 a 23 de setembro de 2005 na cidade de Salvador - Bahia.
Em breve estarão sendo divulgadas maiores informações como site oficial, agenda e muito mais!

5.600 Cópias de Winisis em 12 meses

Nos últimos 12 meses a UNESCO distribuiu nada menos que 5.600 cópias sob demanda do software Winisis (CDS/Isis for Windows). Segundo David Storti, Gerente de Projetos da UNESCO, a demanda é impressionante e demonstra a importância do

Durante os últimos doze meses, a UNESCO distribuiu, mediante solicitação, mais de 5.600 cópias de seu software de armazenamento e recuperação de informações CDS/ISIS. A maioria das solicitações do software, que está disponível na versão 1.5 para Windows, foi recebida online.
"Estamos impressionados com o número de solicitações" diz o gerente de projetos CDS/ISISIS da UNESCO, Davide Storti. "A alta demanda do CDS/ISIS mostra que o software livre é muito necessário para gerenciar bancos de dados em bibliotecas e centros de informação". 40% dos pedidos foram recebidos dessas instituições, acrescenta ele.

A UNESCO também distribui com sucesso vários pacotes de código aberto baseados em CDS/ISIS, respondendo a necessidades particulares, como IsisMarc, para catalogação bibliográfica avançada ou WEBLIS, para gerenciamento de bibliotecas baseadas na web, incluindo empréstimo.

Micro CDS/ISIS é um software avançado de armazenamento e recuperação de informações não numéricas desenvolvido pela UNESCO desde 1985 para satisfazer a necessidade expressa por muitas instituições, especialmente em países em desenvolvimento, de serem capazes de racionalizar suas atividades de processamento de informações utilizando tecnologias modernas e relativamente baratas.

O software foi originalmente baseado na versão Mainframe do CDS/ISIS, iniciada no final dos anos 60, aproveitando assim vários anos de experiência adquirida no desenvolvimento de software de gerenciamento de banco de dados. Vários parceiros contribuíram para seu desenvolvimento ao longo dos anos.

A UNESCO acumulou significativa experiência em facilitar o desenvolvimento de algumas ferramentas chave de software para o processamento de informações. Estas ferramentas de software são distribuídas gratuitamente e o objetivo é capacitar os usuários, dando-lhes acesso a alguma tecnologia chave para o desenvolvimento e compartilhamento de conhecimento, que a maioria deles de outra forma não poderia pagar.

O modelo de desenvolvimento é baseado na cooperação internacional e as ferramentas de software são continuamente enriquecidas, modificadas e atualizadas com a cooperação de uma comunidade de especialistas de diferentes países. As ferramentas de software mais populares da UNESCO são CDS/ISIS, Greenstone e IDAMS

Em um curso de treinamento CDS/ISIS na Namíbia

Fonte: archive.org

UNESCO prepara encontro mundial de CDS/Isis no Brasil

Salvador, na Bahia, foi escolhida para sediar o CDS/Isis II World Meeting, evento que deverá congregar usuários de todo mundo.

Esta será uma oportunidade única para compartilhar experiências, agregar possibilidades e estabelecer novas parcerias. Uma comissão composta por representantes de diversos países foi formada para organizar o encontro.

Paulo Cattelan, Coordenador do Projeto Oráculo, foi convidado a fazer parte desta equipe e já está participando da fase inicial de organização.

Apresentando o CDS/ISIS Swiss-Knife 1.0 (SWK)

WK é um conjunto de ferramentas para o controle da qualidade dos bancos de dados CDS-ISIS e sua manutenção. O SWK oferece em um único ambiente a maioria das funções necessárias aos administradores de bancos de dados CDS-ISIS.

De acordo com a filosofia geral dos produtos CDS-ISIS, o SWK é independente do idioma, portanto pode ser livremente traduzido para a maioria dos idiomas e alfabetos. Os idiomas empacotados até agora são: inglês, espanhol, francês, italiano e polonês.

O SWK está disponível gratuitamente neste site.

O manual do usuário SWK está atualmente disponível apenas em inglês.

Entre as utilidades apresentadas pela SWK estão:

  • Mudanças globais em nível de campo
  • Mudanças globais em nível de caráter
  • Base de dados Tomografia
  • Detecção de registros e chaves duplicadas
  • Editor de arquivos de parâmetros
  • Limpeza de registros (incluindo conversão de campos em campos repetíveis, arquivamento/classificação
  • Diversos
  • Retagging de campos
  • Eliminação de registros selecionados
  • Registros selecionados "não apagados
  • Exportação de registros selecionados
  • Impressão de registros apagados
  • Arquivamento/classificação de elementos
  • Tradutor de mensagens

Canivete Suíço ISIS - SWK

5.85 MB 1 Downloads

Fonte: archive.org

Publicação original:

Tutorial de ajuda para usuários de Winisis 

Magda de Conto, Coordenadora do GIsis RS, realizou uma compilação de diversas situações em que ocorrem problemas na utilização de Winisis, apontando possíveis causas e soluções.
Alguns tópicos abordados:
- instalação no Windows 2000 e XP;
- ausência de menus e mensagens;
- nomes de diretório com mais de 8 letras;
- mensagens de erro: trmisis0/MONONETS expectedfalta arquivo temporário ASTM.tfpErro Code 2, entre outros.

Clique aqui para ver o texto na íntegra (em PDF).

CDS/Isis sobre Z39.50

Hellis.org, uma rede asiática de bibliotecas na área da saúde, anunciou em maio deste ano ter desenvolvido uma interface de acesso a várias bases CDS/Isis utilizando o protocolo Z39.50.
De acordo com a página de abertura da interface de pesquisa, algumas das bases CDS/Isis estão acessíveis através do protocolo Z39.50, utilizando ZISIS, que realiza a interface entre as bases e Isite Z39.5 Information System.
O mais interessante é que estas bases podem ser acessadas a partir dos softwares de gerenciamento de referências mais populares, tais como EndNote, ProCite, Reference Manager ou BookWhere.

Clique aqui para conhecer o sistema de pesquisa.

Repete 1.1 Exibe Subcampos Repetitivos

Já está disponível para download a nova versão do programa REPETE, destinado a formatar a exibição de subcampos repetitivos em bases CDS/Isis.
Mais flexível que a versão anterior, REPETE 1.1 permite que os códigos de subcampos sejam digitados em qualquer ordem ou seqüência, facilitando a digitação e a programação dos formatos de extração de dados.


CDS/Isis e subcampos repetitivos

O padrão CDS/Isis trata a ocorrência de campos repetitivos em sua plenitude, mas implementa a repetitividade dos subcampos de uma forma relativamente restrita.

Em parte, isto ocorre porquê os subcampos não são parte da estrutura CDS/Isis, como o são os campos e suas ocorrências, mas tão somente subcadeias dentro de um campo, delimitadas por um código determinado. Na prática é possível editar, indexar e pesquisar o conteúdo dos campos sem maiores problemas. Entretanto, a visualização do conteúdo pode requerer algum esforço de programação para alcançar os objetivos desejados.

Supondo o preechimento do campo 260 - Imprenta com os seguintes dados:

^aBuenos Aires^bCAC^bCNEA^c1999


No caso da indexação, basta adicionar na FST (Field Selection Table, ou Tabela de Seleção de Campos) a linha

260 1 v260


para gerar uma entrada para cada elemento da imprenta no Dicionário de Termos e tornar todos os elementos passíveis de recuperação na pesquisa.
No caso do formato de exibição, a linha

mdl,v260


produziria a saída

Buenos Aires, CAC, CNEA, 1999.

enquanto

v260^a” : “,v260^b”, “,v260^c

produziria apenas

Buenos Aires : CAC, 1999

Para dotar a exibição dos subcampos repetitivos de maior controle é necessário recorrer a programas escritos na linguagem IsisPas. Estes programas podem ser utilizados nas versões DOS (Microisis), Unix/Linux e Windows (Winisis) do CDS/Isis. O programa REPETE.PAS listado a seguir é um exemplo baseado nos códigos apresentados por Roberto Manzanos no MANUAL para instructores de Winisis para a conversão de bases de dados do formato DOCISIS ao formato MARC.
O programa deve ser chamado a partir do formato de exibição, conforme demonstrado neste exemplo:

v260^a" : ",mpl,&REPETE;("b2; "v260),mdl,", "v260^c/

Dessa forma o resultado seria

Buenos Aires : CAC; CNEA, 1999.

Instalação


Feito o download, descompacte o arquivo repete.zip num diretório de sua preferência e a seguir transfira os arquivos repete.pas e repete.pcd para o diretório de programas do Winisis.
Este diretório é definido no parâmetro 1 do Syspar.par.

Instruções para uso
O programa Repete deve ser chamado a partir de um formato de exibição, utilizando-se a seguinte sintaxe:
&repete;(sep,cod,frm,cmp)
Onde:
sep = código de delimitação do subcampo a ser formatado;
cod = é o código da ação a ser executada, o qual pode ser um dos seguintes valores:
0 = coloca frm no inicio de cada ocorrencia
1 = coloca frm no inicio de cada ocorrencia,menos na primeira
2 = coloca frm no final de cada ocorrencia
3 = coloca frm no final de cada ocorrencia, menos na ultima
4 = coloca cada ocorrencia de subcampo numa linha
frm = pontuação a ser utilizada nas ocorrências
cmp = cadeia com subcampos repetidos

Exemplo de utilização em campo não repetitivo:

mpl,
&repete;("a3; "v260)," : "D260^a,&repete;("b3; "v260),", "D260^c,&repete;("c3; "v260),". "D260^c,
mdl,

Exemplo de utilização em campo repetitivo:

mpl,
if p(v650) then
e1:=1,e2:=nocc(v650),
while e1<=e2((if p(v650) then
' 'F(occ,1,0),'.',v650[e1]^a,
if p(v650[e1]^x) or p(v650[e1]^z) then ' - ' fi,
&repete;(|x1 ; |v650[e1]' '),
if p(v650[e1]^x) and p(v650[e1]^z) then ' - ' fi,
&repete;(|z1 ; |v650[e1]' '),
fi,
e1:=e1+1)),
fi,

Em caso de dúvida, entre em contato com a Equipe do Projeto Oráculo.

Histórico
Repete 1.0 foi lançado em 12 de junho de 2002.
Lançada em 17 de março de 2004, a Versão 1.1 é a mais atual e permite que os códigos de subcampos sejam digitados em qualquer seqüência dentro de uma ocorrência.

Importante!
O programa Repete é Software Livre, distribuído de acordo com a GNU-GPL, com o objetivo de auxiliar usuários de CDS/Isis no manuseio de seus registros, mas sem qualquer tipo de garantia.
Para maiores detalhes sobre os termos e condições da GNU-GPL, visite o site da Free Software Foundation.

Manual para Instructores de WINISIS

Los archivos que forman este manual son documentos WORD97 y RTF compactados con WinZIP.
Para descompactarlos ejecute WinZIP, elija abrir (Open) y abra el archivo deseado. Se mostrara el archivo DOC correspondiente.
Luego elija extraer (extract) y seleccion el directorio en donde desea ubicarlo.
Posteriormente, desde Word, abra el archivo en la ubicación seleccionada anteriormente.
El manual se presenta de dos formas: por partes y completo.
Quienes tengan una conexion suficientemente veloz y confiable podran bajar directamente el archivo ManualWinISIS.ZIP, de 2,7MB, que
contiene la totalidad del manual. En caso contrario podran bajar las partes que componen el manual, que estan en los archivos restantes.
Tengase en cuenta que la versión completa consta de tabla de contenido e indice analitico, mientras que las partes separadas no.
El manual completo esta tambien en formato RTF para quienes quieran leer el archivo desde un procesador de texto que no reconozca el formato Word97.
Este archivo, ManualRTF.Zip, una vez descompactado ocupara 97 Mb !!!, y puede suceder que se pierdan en la conversion algunas caracteristicas de estilo de la version original.

Arquivo PDF:

Lista de archivos:

Leame.txt  Cómo instalar el manual (2 Kb)

ManualWinisis.ZIP Manual completo (2.790 Kb)

ManualRTF.ZIP El manual completo en formato RTF (4.800 Kb)

Portada.ZIP Portada, Prefacio, Tabla de Contenido (74 Kb)

Introducción.ZIP Historia del MicroISIS, Por qué ISIS?, WWWISIS, ISISDLL, WINISIS (55 Kb)

Generalidades.ZIP Instalación, personalización, tablas/conversión, traduc.de menús (383 Kb)

Recuperación.ZIP  Búsqueda booleana, búsqueda secuencia. (291 Kb)

Entrada de datos.ZIP Carga, modelos, tablas de validación (453 Kb)

Impresión.zip Impresión, hojas de impresión del usuario (102 Kb)

Lenguaje de formateo.ZIP Ampliaciones de lenguaje de formateo de la versión Windows, comandos de presentación, RTF, Programación, Relación entre bases, REF, L. Comandos de hipertexto, Isis Pascal (968 Kb)

Utilitarios.ZIP Exportación-importación, inversión, cambios globales, desbloqueo de base y registros (437 Kb)

Creación de bases de datos.ZIP Asistente p/creación de bases de datos (127 Kb)

Apéndices.ZIP Conversion de formatos locales a MARC, glosario, sitios web, modific. de la versión 1.31 (76 Kb)

Winisis 1.5 oficialmente lançado pela UNESCO

A versão 1.5 build 3 do principal software da família CDS/Isis já está disponível para download no site da UNESCO.
O release 1.5b3 agrega as funcionalidades que vinham sendo apresentadas em versões betas anteriores e introduz mais segurança no tratamento de registros em ambeinte multi-usuário. Cada cliente recebe um número único o qual torna possível gravar um arquivo de log para controle das operações de escrita, importação e exportação.
A entrada de dados foi aprimorada com a finalização do pick-list (arquivos de autoridades) e dos códigos Begin End, os quais permitem a verificação do conteúdo dos registros e correções automáticas durante o processamento.
Esta versão suporta diversos idiomas: Inglês, Francês, Espanhol, Russo, Italiano, Português, Polonês, Kazakh e Ucraniano.
Também está disponível no site da UNESCO uma versão completa em espanhol do manual operacional do software.
Winisis 1.5 b3 está sendo distribuído sob uma forma de licenciamento mais flexível, mediante o preenchimento de um cadastro.

Manuais de Winisis

Jose de Albuquerque Moreira, professor aposentado da Universidade de Brasília coloca a disposição dos interessados dois manuais de Winisis:
Winisis: microisis para windows passo a passo;
Winisis Avançado: microisis para windows passo a passo.

A solicitação deve ser feita via e-mail. Em troca dos manuais, o Prof. José Moreira solicta o envio de um livro de poesias para:

Universidade de Brasília
Caixa Postal 4301
CEP 70919-970 - Brasília-DF
Brasil

GnuTeca substitui Aleph

Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) está ultimando preparativos para migrar do Aleph para o GnuTeca. De acordo com João Alex Fritsch (Consulotr destacado pela UNIVATES para apoiar a migração e um dos desenvolvedores do GnuTeca) já foi realizado um teste de migração com sucesso, apesar de serem necessárias algumas adaptações pelo modelo de gestão de bibliotecas adotada pela UFJF.
Para Cristina Perondi (Coordenadora da equipe técnica da UFJF), o cronograma de implantação está atrasado, mas "preferimos testar tudo e termos segurança do que estamos implantando, pois é muita responsabilidade desativar um sistema como o Aleph, que é um dos melhores do mundo".
Ainda segundo Cristina, é estimada uma economica de U$22,000.00 ao ano, referente apenas a manutenção do sistema Aleph.

ISISMarc – Interface MARC para CDS/Isis

A UNESCO lançou oficialmente sua interface MARC para bases de dados CDS/Isis: o IsisMARC.
Segundo David Storti, IsisMARC trabalha em conjunto com Winisis, substituindo sua interface de entrada de dados padrão por outra, mais poderosa, e particularmente adaptada para bases de dados que seguem o padrão MARC.
Para maiores informações e download, visite a página do IsisMARC.

Koha – Sistema de código aberto para bibliotecas

Koha é um Sistema Integrado para Biblioteca, que integra módulos de catalogação, circulação, aquisição e pesquisa. Originalmente desenvolvido pela empresa neozelandeza Katipo Communications em 1999, Koha (palavra que significa presente ou doação) foi subsequentemente lançado sob a licença GPL e hoje é mantido por um time de desenvolvedores voluntários ao redor do mundo. Gerencia a maioria dos padrões internacionais para bibliotecas como MARC e Z39.50 (também conhecida como IRP). Por ser licenciado pela GPL, Koha é distribuído gratuitamente e com o código fonte. Para saber mais visite a página do projeto: http://www.koha.org.

UNESCO Brasil realiza levantamento sobre uso do Winisis

A Representação brasileira da UNESCO está realizando um levantamento do quadro atual da utilização do Winisis no Brasil e, para isso, está solicitando aos usuários do software que respondam a um questionário, que deve ser enviado por e-mail para Maria Luiza M. Bueno e Silva (UHBRZ@unesco.org.br).
É fundamental que a comunidade CDS/Isis colabore, pois ao apoiar as iniciativas da UNESCO estará ajudando a sustentar o desenvolvimento do próprio Winisis.
Clique aqui para obter o questionário.

Nova versão do OpenIsis permite edição de registros

OpenIsis.org anuncia o lançamento da versao 0.8.7 October 2002, cuja grande novidade consiste na possibilidade de editar registros de bases de dados CDS/Isis geradas em Microisis ou Winisis.
OpenIsis é desenvolvido como Software Livre para o ambiente Linux. A opção pela compatibilidade com bases oriundas dos sistemas operacionais DOS e Windows obrigou os desenvolvedores a utilizar Microisis para atualizar o dicionário de termos.
Segundo eles, esta é uma etapa intermediária e brevemente estará disponível uma nova versão que incluirá um mecanismo de indexação próprio.
Downloads e maiores informações disponíveis no site OpenIsis.Org.

Próxima página »