WinISIS

Início

O padrão CDS/Isis se destina ao gerenciamento de bases de dados textuais e foi desenvolvido pela UNESCO na década de 60, inicialmente para computadores de grande porte, com o objetivo de padronizar as operações dos organismos ligados a UNESCO responsáveis pela geração de bases de dados de uso comum.

Com o passar do tempo, instituições de todo o mundo, mas em especial de países em desenvolvimento, adotaram o uso do CDS/Isis graças ao excelente desempenho no controle bibliográfico, flexibilidade na customização e baixo custo.

Microisis

Microisis é a versão para microcomputadores do software CDS/Isis e representou um grande passo na disseminação do software pelo mundo todo. Opera no ambiente operacional MS-DOS e está estruturado em menus hierárquicos.

Até 1997 foi a única opção disponível para a grande maioria dos usuários, mas com o advendo do ambiente Windows já não correspondia plenamente aos anseios da comunidade por ser baseado num conceito de interface já ultrapassado.

Winisis

Cientes deste problema, a equipe de desenvolvedores da UNESCO, chefiados por Giampaolo Del Bigio, reescreveu o Microisis utilizando a linguagem C++, criando sua versão Windows, mais conhecida como Winisis.
Em janeiro de 1998 foi lançada oficialmente a versão 1.0, que ainda não permitia o desenvolvimento de bases novas. Com a chegada da versão 1.3, em novembro de 1998, Winisis fica completo e não depende mais da versão DOS para gerar ou alterar bases de dados.
O sistema de mensagens tem sofrido alterações consideráveis desde a versão de Junho/97. Isto significa que as traduções de mensagens feitas para versões anteriores não são compatíveis com esta versão do Winisis.
Originalmente são incluídos 4 idiomas na versão distribuída pela UNESCO: inglês, francês, espanhol e italiano. No entanto, a versão de Winisis distribuída pela Control teve seus menus e mensagens traduzidos para o português de modo a facilitar sua utilização. Esta tradução foi feita pela equipe da Control e é distribuída sem custos para usuários do software.
Até o momento, a UNESCO não pretende substituir a versão DOS do Microisis pelo Winisis. Os dois programas podem e devem trabalhar juntos. De fato, é possível compensar a falta de qualquer função do Winisis utilizando-se a versão DOS do software.
No arquivo Vchanges.txt é possível encontrar informações sobre as alterações feitas desde julho de 1996.

Características

Altamente customizável; Aderente ao padrão CDS/Isis; Compatível com bases desenvolvidas em Microisis; Permite a criação de ambientes amigáveis e interativos; Possibilita a realização de ligações hipertextuais entre uma mesma base ou entre bases diferentes.

Restrições e limites do sistema/bases CDS/ISIS

Número máximo de bases de dados ilimitado;
Número máximo de registros numa base de dados 16 milhões ou 500Mb;
Tamanho máximo de um registro 32.000 caracteres;
Tamanho máximo do campo 32.000 caracteres;
Número máximo de campos 200;
Número máximo de linhas na FST 600;
Número máximo de palavras proibidas (stopwords) 799;
Tamanho máximo de um formato de exibição 10.000 caracteres;
Tamanho máximo do buffer de exibição 64.000 caracteres.

Assistente de criação

Winisis 1.311 inclui um Data Base Definition Wizard (ver menu: Base de Dados / Nova…), ou seja, uma série de menus assistidos que orientam o usuário durante o processo de criação da base.

Depuração com hipertexto

Quando Winisis encontra um Erro de Sintaxe num formato de extração de dados, este é mostrado na tela como um vínculo de hipertexto. Ao clicar nele, Winisis mostrará o formato com o cursor próximo ao local do problema. Neste momento é possível reparar o formato e verificar o resultado usando o botão de flash.

Suporte

Por representarem uma alternativa viável aos softwares puramente comerciais, os softwares da família CDS/Isis são utilizados no mundo inteiro por pessoas que se dedicam a eles de corpo e alma e sempre estão dispostas a prestar ajuda quando necessário.
Além disso, muitas informações importantes podem ser encontradas na página oficial do CDS/Isis.

Fontes

Download

Este post foi publicado em   WinISIS.
Adicionar aos favoritos   permalink.

suporte

suporte escreveu 216 artigos

2 opiniões em “WinISIS

    1. suporte suporte disse:

      Oi Cíntia,
      o WinISIS não faz relatório estatístico. Você pode imprimir a base de dados com os campos separados pelo caractere “|” para abrir via Excel.
      Para imprimir siga estes passos http://oraculo.inf.br/impressao/
      Para aprender sobre formatos de extração leia http://oraculo.inf.br/5-formatos-de-exibicao-pft/
      Caso queira um orçamento para execução deste serviço envie um email para control@control.com.br

Deixe seu comentário